Apresentação ao Templo

A Apresentação ao Templo e a Circuncisão do Cristo baseia-se em Lucas 2,21-24:

“Quando se completaram os oito dias para a circuncisão do menino foi-lhe dado o nome de Jesus, conforme o chamou o anjo, antes de ser concebido. Quando se completaram os dias para a purificação deles, segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém a fim de apresentá-lo ao Senhor: Todo macho que abre o útero será consagrado ao Senhor, e para oferecer em sacrifício, como vem dito na Lei do Senhor, um par de rolas ou dois pombinhos”.

Como afirma Réau (1957), a circuncisão é uma prática que remonta aos egípcios e foi assimilada pelos judeus, que a convertem em um rito lustral, uma espécie de sacramento, ao mesmo tempo ato de registro familiar e imposição do nome, um rito, em suma, bastante semelhante ao que se tornará em seguida o batismo cristão.

Andrea Mantegna (1431c. – 1506) desposara em 1454c. Nicolosia Bellini, irmã de Giovanni (1430c. – 1516), aliança que promove ou consolida uma aproximação estilística entre os dois grandes mestres. Esta aproximação parece selar-se neste quadro, pintado aparentemente em amistosa emulação com o de Bellini de quase idêntica composição, conservado na Fondazione Querini Stampalia de Veneza*.

É tradicionalmente admitida a hipótese de que Mantegna retrate sua esposa e a si próprio (veja detalhe) nas figuras laterais da composição.

Luiz Marques
02/04/2010

Artista

MANTEGNA, Andrea

Data

1460c.

Local

Berlim, Staatliche Museen

Medidas

67 x 86 cm

Técnica

Têmpera sobre madeira

Suporte

Pintura

Tema

Bíblia e Cristianismo

Período

SÉCULO XV

Index Iconografico

606A9 - Apresentação ao Templo e Circuncisão de Cristo

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *