Cupido adormecido ou o Sono

Alessandro Algardi esculpe para Marcantonio Borghese este Cupido adormecido, em mármore negro de Flandres, hoje na Galleria Borghese, inv. CLX. Além de estar adormecido, a presença de atributos como a dormideira e o arganaz hibernando levam a considerar a escultura como uma alegoria do Sono. Segundo Montagu, “A cor negra poderia também referir-se à terceira fase da Noite, descrita como negra e am ato de dormir, em companhia de um arganaz”

A escultura de Algardi passava por antiga ainda para Montfaucon. Ela inspira-se vagamente em um Cupido igualmente em mármore negro dos Uffizi (135 cm), considerado por vezes como arte romana antiga, por vezes como obra moderna do século XVI.

Bibliografia:
1999 – J. Montagu, Algardi. L´altra faccia del barocco. Catálogo da exposição. Roma, De Luca, p. 118

Artista

ALGARDI, Alessandro

Data

1635-1636

Local

Roma, Galleria Borghese

Medidas

48 x 90 cm

Técnica

Mármore negro (Nero di Fiandra)

Suporte

Escultura

Tema

Mitologia, História e Topografia Antigas

Período

SÉCULO XVII

Index Iconografico

12Cupi - CUPIDO Eros;
1172 - O Sono, os Sonhos, os Pesadelos;
10Cao2 - A Noite

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *