Descida da Cruz

A atribuição deste grupo de modelos a Jacopo Sansovino (1486-1570) deve-se a um trecho da biografia do artista, escrita por Giorgio Vasari, em que se lê:

“Tendo Pietro [Perugino] visto a bela maneira de Sansovino, conseguiu que lhe fizesse muitos modelos de cera, e entre outros um Cristo deposto da cruz, com muitas escadas e figuras, algo de fato belíssimo. Essa peça, junto de outras coisas dessa espécie e modelos de diversas fantasias foram depois recolhidos pelo senhor Giovanni Gaddi e hoje estão em sua casa em Florença, na praça da Madona”.

O grupo é mencionado novamente apenas em edições setecentistas das Vidas de Vasari – a cargo de Guglielmo della Valle -; em nota, consta a informação de que os modelos teriam deixado a casa Gaddi em 1766 e que então faziam parte da coleção do pintor Ignazio Hugford (Vite, 1772, VII, p. 42 ou 1793, IX, p. 295, n. 2).

No século XIX a obra reapareceu em Roma, não se sabe ao certo como, na coleção Ottavio Gigli. Finalmente, em 1861 ela foi adquirida pelo South Kensington Museum (atual Victoria and Albert Museum).

Sansovino provavelmente realizou o grupo por volta de 1508, posto que então estava alojado, junto com Perugino, em Roma em uma propriedade do cardeal Domenico della Rovere. Se assim de fato tiver acontecido, esta seria a primeira obra de Sansovino de que se tem notícia.

Perugino, por sua vez, deve ter se servido do grupo em mais de uma oportunidade. Além do afresco de Città della Pieve (1517), o artista pintou, segundo Mezzanotte, outras duas Descidas da Cruz que não nos chegaram.

Em todo caso, essas obras de Perugino serviram como modelo para uma série de outras pinturas. São conhecidas ao menos oito variantes feitas a partir de Perugino. A mais famosa é aquela pintada por Bacchiacca* pertencente aos Uffizi, mas há ainda as seguintes obras:

– Museo Civico de Bassano del Grappa
– Seminario Patriarcale de Veneza
– coleção particular (vendida em 1971 pela Sotheby´s),
– Palazzo Arcivescovile de Milão
– coleção Mulè de Roma
– Bob Jones University Art Gallery e
– Museo del Duomo de Città della Pieve.

Sansovino concentrou a cena em três grupos. À direita há os dois homens que se esforçam para erguer o corpo do bom ladrão. O outro ladrão, atado a uma das escadas, está próximo do grupo das Marias e de João. Enfim, há os quatro homens que aliam força e habilidade para descer, com o auxílio de panos, o corpo de Cristo.

Quanto à pintura de fundo do tabernáculo de madeira, atualmente pouco visível devido a procedimentos de limpeza mal sucedidos, já foi ela atribuída a Perugino, a Fra Bartolomeo, a Andrea del Sarto e mesmo a Ignazio Hugford. Representa uma paisagem com um grupo de cavaleiros que se dirigem a uma cidade, ao fundo. No céu, dois anjos seguram cálices a simbolizar a Paixão de Cristo.

Raríssimo caso preservado de estatuetas realizadas como modelo para a pintura – e não para a escultura -, esse grupo somente nos chegou devido à sua excepcional qualidade, felizmente notada desde Giovanni Gaddi e Ignazio Hugford.

Alexandre Ragazzi
31/01/2011

Bibliografia:
1966-1987 – G. Vasari, Le vite de´ più eccellenti pittori, scultori e architettori nelle redazioni del 1550 e 1568. Testo a cura di Rosanna Bettarini. Commento secolare a cura di Paola Barocchi. 6 v. Florença, VI, p. 179.
1836 – A. Mezzanotte, Della vita e delle opere di Pietro Vannucci da Castelo della Pieve cognominato il Perugino. Perugia: Vincenzio Bartelli, pp. 32, 241-2 em nota.
1979-80 – U. Middeldorf, “Sull´atività della bottega di Jacopo Sansovino”. Raccolta di scritti, that is collect writings. I, 1924-1938, Florença: SPES, pp. 217-228.
1964 – J. Pope-Hennessy, Catalogue of Italian Sculpture in the Victoria and Albert Museum. 3 v. Londres: Her Majesty´s Stationery Office, II, pp. 417-419.
1991 – B. Boucher, The Sculpture of Jacopo Sansorino. 2 v. New Haven / Londres: Yale University Press, I, pp. 10-11, II, p. 316.
2002 – E. Capretti, S. Padovani (org.), Domenico Puligo. Un protagonista dimenticato della pittura fiorentina. Livorno: Sillabe, pp. 140-143.

Artista

SANSOVINO, Jacopo

Data

1508c.

Local

Londres, Victoria & Albert Museum

Medidas

97,8 x 89,5 cm

Técnica

Cera (recoberta de dourado) e madeira

Suporte

Escultura

Tema

Bíblia e Cristianismo

Período

36 - SÉCULO XVI

Index Iconografico

611 - Descida e Deposição da Cruz

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *