Doge Leonardo Loredan

Registro inventarial: inv. n. 189

Leonardo Loredan (1436-1521), doge de Veneza de 1501 até a data de sua morte, foi uma personagem crucial da história veneziana, tendo liderado a República ao longo dos anos da crise que marca o início de seu declínio político e econômico. No âmbito político, Loredan teve de enfrentar a guerra da Liga de Cambrai (1509), promovida por Júlio II, que resultou na perda de muitos de seus territórios de “Terra ferma”. No âmbito econômico, o doge confrontou-se com a perda do monopólio comercial das especiarias, adquiridas pelos venezianos dos mamelucos do Egito.

Assinado “IOANNES BELLINUS” sobre o cartellino, o retrato é justamente considerado uma das obras-primas da retratística de Bellini, da retratística italiana e de todos os tempos.

Em 1568, Vasari menciona a obra nestes termos:

Le prime opere di Giovanni furono alcuni ritratti di naturale che piacquero molto, e particolarmente quello del doge Loredano, se bene altri dicono essere stato Giovanni Mozzenigo, fratello di quel Piero che fu doge molto inanzi a esso Loredano

“As primeiras obras de Giovanni foram alguns retratos, executados em presença do modelo, que agradaram muito, e particularmente o do doge Loredano, que outros dizem ser Giovanni Mozzenigo, irmão daquele Piero que foi doge muito antes desse Loredano”

Loredan posa aqui com o chapéu específico (corno) e as vestes bordadas de brocados de ouro e seda, ornadas com grandes botões, designativos de sua função de chefe de Estado. A pintura é concebida como um busto, girado ligeiramente para a esquerda, no sentido da fonte de luz, típico dos retratos de Bellini e não sem referência à retratística antiga. Por outro lado, o parapeito não é sem lembrar a tradição da retratística flamenga remontando a Jan van Eyck.

A impassibilidade quase de cera do rosto de Lorendan, de ofício em um retrato de governante, é perturbada apenas pela ligeira contração dos lábios que lançam uma sombra de irritabilidade e impaciência sobre o retratado, talvez em sintonia com sua reputação de homem colérico.

Bellini assina e data de 1507 outro retrato de Loredan, acompanhado por quatro magistrados, hoje no Museu de Berlim

Luiz Marques
16/10/2010

Bibliografia
1992 – A. Tempestini, Giovanni Bellini. Catalogue complet des peintures. Paris, p. 230

Artista

BELLINI, Giovanni

Data

1501

Local

Londres, National Gallery

Medidas

61,5 x 45 cm

Técnica

Óleo sobre madeira

Suporte

Pintura

Tema

A Figura Humana Retratos e Caricaturas

Período

36 - SÉCULO XVI

Index Iconografico

1700C1 - Retratos contemporâneos

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *