Fósforos!

Antônio Firmino Monteiro, artista de origem modesta, trabalhou como encadernador e caixeiro, antes de iniciar seus estudos artísticos na Academia Imperial de Belas Artes, na década de 1870. Nos anos 1880 realizou estudos na Europa, devido ao apoio do imperador D. Pedro II.

Em 1884, o pintor expôs 25 telas na Exposição Geral da Academia Imperial de Belas Artes, pelas quais foi premiado. Entre as obras expostas estavam: “Um Episódio da Retirada da Laguna”, “Um Dia de Maio: Folia do Espírito Santo na Roça”, “Um Vendedor de Balas e Jornais”, “Fósforos!”, “O Vidigal” e 18 paisagens.

Firmino Monteiro revela assim o interesse pela pintura de cenas cotidianas e costumes populares, que iria se afirmar no Brasil principalmente após a década de 1880. É importante lembrar, no campo da fotografia, do registro do trabalho dos vendedores ambulantes, efetuado por Marc Ferrez a partir dessa época.

Neste quadro o pintor cria um plano de fundo em grande parte neutro, que enfatiza o personagem, em vestes escuras, que olha de forma expressiva para o observador, empregando um recurso utilizado também nas fotografias de Ferrez. O jogo de linhas ortogonais e diagonais criadas pela janela no plano de fundo e pela caixa com as mercadorias ajudam a estruturar a composição.

O título do quadro, que alude aos gritos dos vendedores pelas ruas da cidade, remete a uma tradição presente na gravura francesa desde o século XVIII. O tema da obra nos lembra que, embora a invenção do elemento básico para a fabricação de fósforo seja do século XVII, o palito de fósforo considerado seguro foi inventado em 1855. O quadro é conhecido atualmente com o título de Mascate, mas um esboço publicado no catálogo ilustrado da exposição de 1884 nos permite confirmar que a obra foi exposta naquela ocasião com outro título.

01/03/2010
Maria Antonia Couto da Silva

Artista

FIRMINO MONTEIRO, Antônio

Data

1884

Local

* Selecione um item e clique Pesquisar

Medidas

48 x 29 cm

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

Vida Social e Gênero

Período

50 - SÉCULO XIX

Index Iconografico

1484 - O trabalho e seus universos,1486 - O trabalhador urbano

Autor

Maria Antonia Couto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *