Isabel II

Este retrato de Isabel II obra de Miguel Melero, diretor aos
40 anos da Academia de Artes San Alejandro de Havana,
apresenta todas as caraterísticas da pintura acadêmica
cubana do século XIX.

Consagrado a partir de quatro grandes temas – o retrato, a
pintura histórica, a pintura religiosa e a pintura alegórica
– quando de seu triunfo no concurso pela diretoria da
Academia com a obra “Rapto de Dejanira pelo centauro
Nessos”, Melero fora aluno na Academia dos franceses Leclerc
e Miahle, e do italiano Morelli, influencia que se faz
patente nesta obra.

Isabel II de Borbón (Bourbon), Rainha de Espanha (1830 –
1904), filha do quarto matrimônio de Fernando VII com sua
sobrinha María Cristina de Bourbon, é apresentada ao
espectador pouco tempo antes de sua abdicação ao trono. A
luva é tirada da mão para mostrar o anel familiar, o espaço
é rico em dourados e cortinas. Este retrato monárquico
apresenta também elementos que podemos relacionar com a
pintura Valenciana (luminista) de artistas como Salvador
Martinez Cubells, a partir do tratamento da luz, do colorido
e da tentativa de verismo que pauta a composição.

Melero será lembrado por introduzir importantes mudanças no
ensino das artes, como a abertura da Academia para as
mulheres em 1879.

Monica Villares
14/05/2010.

Artista

MELERO Rodríguez, José Miguel

Data

1870/ 1880

Local

Cárdenas, Cuba, Museo Oscar Maria de Rojas.

Medidas

200 x 120 cm

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

A Figura Humana Retratos e Caricaturas

Período

O SÉCULO XIX NA AMÉRICA HISPÂNICA E NO BRASIL (A PARTIR DE 1822)

Index Iconografico

1700C - Retratos Pintura; 1700C1 - Retratos contemporâneos

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *