La primera misa

Pouco se conhece sobre o passado de Juan Bautista Vermay antes de sua chegada a Cuba em 1816 convidado pelo Bispo de Havana, Juan José de Espada y Landa. Trazia uma carta de recomendação que o creditava como discípulo de Jacques- Louis David e o dizia necessitado de refúgio após a derrota napoleônica.

Apoiado pelos intelectuais da Ilha, Vermay fundará em 1818 a “Academia de Bellas Artes San Alejandro”, cujo nome honra a memória de Don Alejandro Ramírez, superintendente geral e diretor da “Real Sociedad Económica Amigos del País”, principal orgáo impulsor da instituição, da qual o pintor francês, será o primeiro diretor.

Vermay que introduzira no país as tendências neoclássicas francesas, afrontando a tradição espanhola que tinha primado até então, realizou além das obras de grande formato já mencionadas, alguns retratos da aristocracia havanesa de seu tempo, permanecendo como diretor da Academia até 1833, ano de sua morte, vitima de uma epidemia de cólera.

Monica Villares Ferrer, Mestre em História da Arte.
03/05/2010

BIBLIOGRAFIA.

GORRITY Mayol, Raúl: Guía de estúdios: Panorama de la cultura cubana. La Habana: Editorial Pueblo y Educación. 1982, p. 125.

PICHARDO, HORTNCIA: Documentos para la historia de Cuba. Tomo I. La Habana: Editorial de Ciencias Sociales. 1969/1980. Colección Nuestra Historia, p. 227.

Artista

VERMAY, Jean Baptiste de Beaumé

Data

1827

Local

Havana, El Templete

Medidas

200 x 300 cm

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

Bíblia e Cristianismo

Período

71 - PERÍODO COLONIAL NA AMÉRICA HISPÂNICA E NO BRASIL

Index Iconografico

830 - A MISSA

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *