Monumento a Duque de Caxias (Imagem 3) – Caxias em Assunção

Para o Monumento a Duque de Caxias, o escultor Rodolfo Bernardelli realizou dois baixos-relevos com composições relativas a eventos ocorridos durante a Guerra do Paraguai.

A cena apresentada neste relevo é a entrada triunfal do exército da Tríplice Aliança (Brasil, Argentina e Uruguai), liderado por Caxias, na capital do Paraguai, Assunção, em 05 de janeiro de 1869. A conquista da cidade foi decisiva para o fim da guerra.

Em seu trabalho escultórico Rodolfo Bernardelli segue a tradição artística da representação do triunfo militar. Algumas referências para sua obra poderiam ser relevos como “A entrada de Napoleão III e Vittorio Emanuel em Milão” (1881), do escultor italiano Francesco Barzaghi, para o Monumento a Napoleão III, localizado em Milão. As obras mantêm diálogo pela presença de elementos comuns, como a chegada do grupo militar a uma cidade, com as edificações ao fundo e a aclamação popular.

Maria do Carmo Couto da Silva
30/06/2011

Bibliografia:
1934 – Rodrigo Octavio. Minhas memórias dos outros. Rio de Janeiro: José Olympio, v.3, p.397.
2001 – Adriana B. Souza. Osório e Caxias: os militares que a república queria guardar. Varia História, Belo Horizonte, n.25, jul., p.239.
2011 – M. C. Couto da Silva. Rodolfo Bernardelli, escultor moderno: análise da produção artística e de sua atuação entre a Monarquia e a República. Campinas,SP: [s. n.]. Tese de Doutorado em História da Arte, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas/UNICAMP, p.87-89.

Artista

BERNARDELLI, Rodolfo

Data

1899

Local

Rio de Janeiro, Panteão Duque de Caxias

Medidas

não disponíveis

Técnica

Bronze

Suporte

Escultura

Tema

História Medieval Moderna e Contemporânea

Período

O SÉCULO XIX NA AMÉRICA HISPÂNICA E NO BRASIL (A PARTIR DE 1822)

Index Iconografico

508A - Monumentos cívicos à glória de uma personagem

Autor

Maria do Carmo Couto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *