Morte de Cleópatra

Registro inventarial: inv. n. 260

Assinado no braço da poltrona: “GUIDO CAGNAZZI”

Após a decisiva vitória de Otaviano na batalha naval de
Actium, em 2 de setembro de 31 a.C., na qual a armada
egípcia é destruída, Cleópatra VII Thea Filopator (70c.-30
a.C.), última rainha do reino ptolomaico do Egito, suicida-
se, deixando-se morder por uma serpente, para escapar da
humilhação de ser conduzida a Roma como prisioneira no
triunfo de Otaviano.

Guido Cagnacci (1601-1663) mostra a rainha nua até os
quadris, sentada sobre uma poltrona de veludo vermelho, com
aspecto pouco mais que adolescente (tinha na realidade 40
anos no momento da morte), sendo picada no braço e pranteada
por seis mulheres de seu séquito.

A composição mostrava originalmente apenas a rainha, tal
como na do quadro homônimo de Cagnacci, hoje na Pinacoteca
di Brera:

veja: http://www.mare.art.br/detalhe.asp?idobra=1700

Segundo a hipótese dos autores do catálogo, Cagnacci
acrescentou em um segundo momento, quando de sua
transferência para Viena por volta de 1661-1662, as figuras
secundárias da cena, o que poderia em parte ao menos
explicar “o contraste entre o realismo agudamente analítico
das servas em pranto e o classicismo da ´sensual´ Cleópatra
sentada em estado de abandono”.

Luiz Marques
30/11/2011

Bibliografia
1993 – D. Benati, M. Bona Castellotti, Guido Cagnacci.
Catálogo da exposição, Roma, San Michele a Ripa. Milão:
Electa, pp. 170-172.

Artista

CAGNACCI, Guido

Data

1658c. / 1662

Local

Viena, Kunsthistorisches Museum

Medidas

153 x 168,5 cm

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

Mitologia, História e Topografia Antigas

Período

SÉCULO XVII

Index Iconografico

364 - Cleópatra; 374 - Morte de Cleópatra

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *