Nero entre Paulo e Sêneca

Registro inventarial: Vat. Lat. 2218, c. 1r

A imagem ilustra um manuscrito contendo o assim chamado Epistolário entre Sêneca e S. Paulo, que abre uma edição das Epístolas a Lucilius. No De viris illustribus XII, Jerônimo fornece o primeiro testemunho das famosas 14 cartas “lidas por muitíssimos” (leguntur a plurimis), pretensamente trocadas entre Sêneca e Paulo.

Representações visuais de Sêneca e de sua deliberata mors comparecem em numerosas iluminuras dos séculos XII a XIV. Sua correspondência com Paulo, considerada em geral apócrifa, contribuiu enormemente para sua popularidade nesses séculos. Seu sacrifício não era propriamente um suicídio, imposto que fora por Nero, e era então considerado como uma variante do martírio de Paulo, a cuja fortuna Sêneca, como é bem sabido, associa-se intimamente desde ao menos São Jerônimo.

O manuscrito em questão provém com toda a probabilidade de um scriptorium bolonhês.

Luiz Marques
16/05/2011

Bibliografia:
1995 – M. Natali, “Saggio introdutivo” a Epistolario tra Seneca e San Paolo, Roma
1999 – L. Franchi dell´Orto, “Sull´iconografia di Seneca”, in F. Niutta e C. Santucci, Seneca. Mostra bibliografica e iconografica. Catálogo da exposição, Roma, Teatro dei Dioscuri, pp. 27-41.

Artista

Anônimo

Data

1320/ 1350c.

Local

Vaticano, Biblioteca Apostolica Vaticana

Medidas

desconhecidas

Técnica

Iluminura sobre pergaminho

Suporte

Pintura

Tema

Bíblia e Cristianismo

Período

OCIDENTE MEDIEVAL

Index Iconografico

388 - Cenas e Personagens da História de Roma sob Nero (54-68); 388A - Nero; 388H - Sêneca, o filósofo e sua morte; 654 - Paulo; 654.20 - Paulo e Sêneca

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *