O descanso do modelo

A obra foi pintada durante a estada de Almeida Jr. (1850-1899) em Paris, e exposta em uma primeira exposição individual do artista no Rio de Janeiro em 1882. Almeida Jr. evita o autoretrato e representa o artista como um tipo ideal.

Por esta época, a temática do artista em seu ateliê e de suas relações idílicas com seus modelos ou musas fora já muito explorada pelos artistas do Oitocentos e justamente em 1882, data da exibição da obra no Rio de Janeiro, Léon Fréderic (1856-1940), pintor belga do grupo L´Essor, pinta Interior de ateliê* (Bruxelas, Musée d´Ixelles), autoretrato no ateliê concebido em um espírito ao mesmo tempo paródico e macabro, no qual se inverte a situação: o modelo feminino, representado como a Morte, está vestido e senta-se no colo do artista despido.

Há duas réplicas desta obra-prima de Almeida Jr. em coleção particular (38 x 57 e 100 x 135 cm), a menor delas possivelmente um estudo preparatório.

Luiz Marques
20/01/2010

Bibliografia:
2007 – M. C. França Lourenço, Almeida Júnior. Um criador de imaginários. Catálogo da exposição. São Paulo, Pinacoteca do Estado.

Artista

ALMEIDA Jr., José Ferraz de

Data

1882

Local

Rio de Janeiro, Museu Nacional de Belas Artes

Medidas

98 x 131 cm

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

Vida Social e Gênero

Período

O SÉCULO XIX NA AMÉRICA HISPÂNICA E NO BRASIL (A PARTIR DE 1822)

Index Iconografico

1111C - O artista, seus modelos e suas musas;
1111L - O ateliê do artista

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *