Psiu!

Em “Psiu!” Rodolfo Bernardelli apresenta uma representação
bastante inovadora da figura da morte, no campo da
escultura. Segundo Celita Vaccani, a estatueta seria uma
maquete para a escultura que o escultor pensava destinar a
seu túmulo.

Nessa obra, Bernardelli representa a morte na imagem de um
esqueleto vestido com uma túnica clássica, mas que deixa
entrever a ossatura do peito. A cabeça é coberta com uma
espécie de manto que nos dá a impressão de um chapéu com um
longo véu, enfeitado com flores.

Sentada sobre um monte de grossos livros, com uma mão ela
segura o cabo de uma foice e com a outra chama o espectador.
Na base o artista gravou a inscrição Psiu!!. É uma obra que
apresenta afinidades com a sensibilidade decadentista do
final do século XIX.

Marcadamente macabra e zombeteira, a estatueta se aproxima
de criações de Félicien Rops (1833-1898) como “Frontispice
pour Les Épaves” de Baudelaire (1865), “La Mort qui danse”
(1865c.) e as ilustrações para a novela “Le Vice Supreme” de
Josephin Péladan (1884).

Na estatueta de Bernardelli está presente a idéia de morte
que vence o conhecimento e que, por seu gesto, convida o
espectador a compartilhar desse universo obscuro e perverso.
O título, irônico, complementa o entendimento desse
trabalho.

Maria do Carmo Couto da Silva
10/04/2010

Bibliografia:
1949 – Celita Vaccani. Rodolpho Bernardelli: vida artística
e características de sua obra escultórica. Rio de Janeiro:
[s.n], 1949. Tese de concurso para a cadeira de Escultura da
ENBA, p.107.
1990 – P.-L. Mathieu. The Symbolist Generation, 1870-1910.
New York: Skira,p.23.

Artista

BERNARDELLI, Rodolfo

Data

1910c.

Local

São Paulo, Pinacoteca do Estado

Medidas

24,5 x 12 x 15 cm

Técnica

Bronze

Suporte

Escultura

Tema

Alegorias e Temas Artísticos Morais e Psicológicos

Período

O SÉCULO XX NA AMÉRICA HISPÂNICA E NO BRASIL

Index Iconografico

1188 - A Morte

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *