S. Pedro e S. Marcos

A representação conjunta destes dois santos é excepcionalmente rara e talvez mesmo um unicum iconográfico. Poder-se-ia explicá-la eventualmente pelas habituais razões de onomástica da comitência ou da capela de destinação. Mas a conjectura avançada por F, M. Ferro (apud Bona Castellotti, 2000) de que seu comitente seja Giuseppe Avogrado nada esclarece a respeito.

Outra possível razão para esta peculiar conjunção de santos pode-se buscar na história da gênese do Novo Testamento. É comumente aceito que Marcos ter-se-ia desentendido com Paulo e escrito o texto que leva seu nome sob a influência de Pedro, morto segundo a tradição em 64. Se assim for, e dado que Marcos escreve após 64, Pedro apareceria aqui em posição análoga à do Anjo de Mateus, isto é, como uma espécie de mediador da “revelação” ou ao menos como um inspirador, sob cujo ensinamento Marco escreveria.

Como se sabe, no contexto dos quatro primeiros clãs cristãos, o de Pedro, que não toma partido na luta entre Tiago e Paulo, menos sensível que é às distinções de concepção, lega-nos com efeito o Evangelho segundo Marcos e as duas Epístolas de Pedro. Os petrianos teriam convertido principalmente as camadas iletradas.

A composição com Pedro apontando, imperioso, o dedo para o texto de Marco, que o escuta reverente como a se instruir a respeito do que deve ser escrito, parece reforçar esta compreensão da obra.

A obra revela de modo particularmente feliz como Tanzio da Varallo (1575/80 – 1632/33), o maior mestre piemontês de sua geração, situa-se em uma pessoalíssima encruzilhada entre os legados de Caravaggio e a pintura lombardo-borromaica.

Luiz Marques
21/05/2010

Bibliografia

2000 – M. Bona Castellotti, Tanzio da Varallo. Realismo fervore e contemplazione in un pittore del Seicento. catálogo da exposição, Milão, Federico Motta Ed., p. 149

Artista

Tanzio da Varallo (Antonio d´Enrico, chamado)

Data

1627/ 1628

Local

Turim, Galleria Sabauda

Medidas

123 x 126 cm

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

Bíblia e Cristianismo

Período

SÉCULO XVII

Index Iconografico

716 - Os Quatro Evangelistas; 716B - Marcos

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *