Virtus combusta e Virtus deserta

“Se o exórdio do poema Manto de Poliziano é a fonte
direta da célebre água-forte Nemesis de Albrecht
Dürer, executada em 1501 ou 1502, é possível pensar que, por
sua vez, o Fatum e Fortuna de Leon Battista Alberti
inspire, em parte ao menos, o contemporâneo desenho de
Andrea Mantegna, Virtus combusta, do British Museum
(inv. Pp. 1-23) que … Continue lendo...

Virtù como Domitor Fortunae

“Com Nicola Maquiavel (1469-1527), a superioridade do saber
histórico e político sobre a Fortuna, o tema do triunfo da
Virtù sobre a Fortuna, passa a ocupar o centro
de gravidade da reflexão política e moral, e isto ao menos
até a fratura produzida pelo saque de Roma de 1527, data que
é também a da morte do grande florentino. … Continue lendo...

Triunfo de Pitágoras, Pai e Fundador da Música

Registro inventarial: inv. K. 5703

Monogramada “VS” diante do carro, a gravura (Bartsch 223,
Leb. 245) tem na base uma inscrição que lhe dá título:

DRIUMP PITAGER PATER DE MUSICA FUN[DATOR]
(Triunfo de Pitágoras Pai e Fundador da Música).

Ela mostra uma procissão com onze figuras, nove das quais
identificadas pelas seguintes inscrições, da esquerda para a
direita:

PALIS, ORFE[U], Continue lendo...

Tentações de Santo Antonio Abade

Jacques Callot (1592-1635) gravou duas vezes uma cena da
“Tentação de Santo Antônio Abade”, a partir de composições
diferentes. A primeira data de sua estada em Florença, em
1616-1617. Esta segunda foi executada em Nancy em 1635 e
dedicada ao duque de la Vrillière.

Trata-se, como bem a definiu Daniel Ternois de uma:

diablerie où les élements flamands et germaniques Continue lendo...

Paisagem com ramo de abeto

Em sua curta carreira artística, desenvolvida entre Amsterdam, Utercht e Haia, Hércules Seghers (1590c. – 1638) produziu em torno de 60 águas-fortes com cenas de paisagens, não-raro impressas como esta sobre papel colorido e retocadas a aquarela.

Ao lado de paisagens relativamente convencionais, vistas de cidades com horizontes baixos, Seghers produziu paisagens fantásticas, tal como esta, tomada de um ponto … Continue lendo...

Nêmesis ou Die grosse Glück (A Grande Fortuna)

“Em Hesíodo (Theogonia, 223), Nêmesis é uma das terríveis filhas de Nyx, a Noite: “”Noite infantou a odiosa Morte (…). E infantou ainda Nêmesis, flagelo dos homens mortais, Noite, a perniciosa””.

Nêmesis é uma divindade que recompensa a temperança e castiga todo excesso susceptível de ameaçar o equilíbrio do universo. Um exemplo desse castigo teria sido a derrota dos persas, … Continue lendo...

Mársias tentando revestir sua pele

Esta gravura da edição de 1683, em latim, da obra de Joachim von Sandrart, Teutsche Akademie (Nüremberg, 2 volumes, 1675-1679) é ao mesmo tempo uma ilustração taxonômica do esqueleto humano em ação e uma referência satírica ao mito de Mársias, esfolado por Apolo.

Ela retoma um detalhe do Cartão da Batalha de Cascina de Michelangelo, posto em evidência pela descrição … Continue lendo...

Laocoonte e seus filhos

A fonte literária principal deste mito é Virgílio, Eneida II,199-231.

Natural de Brescia e ativo durante o primeiro e o segundo decênios do século XVI, Giovanni Antonio da Brescia era um frei carmelita em sua cidade natal, em cujo convento do Carmine executou afrescos, destruídos em 1825. Conserva-se apenas sua obra de gravador, inicialmente na órbita de Andrea Mantegna e … Continue lendo...

Desembarque da Princesa Leopoldina, 1817


A solene cena do Desembarque da Princesa Leopoldina foi representada por Jean-Baptiste Debret (1768-1848) por meio da gravura, da aquarela e da pintura. Recém-chegado ao Brasil com outros artistas franceses, Debret procurou captar em diferentes suportes artísticos os principais eventos da política portuguesa e suas alianças européias.

A arquiduquesa Carolina Josefa Leopoldina de Habsburgo (1797-1826), filha de Francisco I … Continue lendo...

Batalha de Nus

Esta gravura de Antonio Pollaiuolo (1432c. – 1498), de tema
impreciso, representa um ápice de cinetismo e tensionamento
das musculaturas na história da arte. Já Vasari bem
discernira como Pollaiuolo:

fu il primo a mostrare il modo di cercare i muscoli, che
avessero forma e ordine nelle figure

“foi o primeiro a mostrar o modo de representar os músculos,
dotando-lhes … Continue lendo...