Sem título da série:

O fotógrafo cubano Rogelio López Marín conhecido como Gory, iniciará sua relação com as artes plásticas a partir da pintura, completando seus estudos como designer gráfico com um Mestrado em História da Arte. Esta formação inicial do artista no campo da pintura é fundamental para a compreensão de múltiplos elementos que entretecem o complexo discurso que subjaz nas suas fotografias.… Continue lendo...

Sem título da série:

A presencia reiterada da reprodução do retrato de José Martí, herói cubano da guerra de independência, é o motivo da série do fotógrafo cubano Ramón Martínez Grandal. O artista se vale desta estrategia do governo cubano mistura de propaganda política e manipulação histórica que tem na reprodutibilidade fotográfica seu melhor instrumento, recurso que compartilha com a antiga União Soviética ao … Continue lendo...

Sem título (da série El Liceo)

O Danzón, ritmo musical e dança tipicamente cubanos, é o protagonista da série, “El Liceo”, da fotógrafa, e pesquisadora cubana María Eugenia Haya, mais conhecida como Marucha, formada no Instituto de Cinematografia de Cuba e na Universidade de Havana.

Ao nos aproximarmos das obras que compõem esta série, nossa primeira impressão é estar assistindo a uma encenação ou a … Continue lendo...

Sem título (Cartola)

“Este retrato, capturado por Walter Firmo um dos mestres da fotografia documental, considerado no âmbito nacional como um genuíno retratista do povo brasileiro, apresenta o encontro do cantor Cartola no morro da mangueira com um de seus amigos, no instante em que a popular figura é carregada no colo no meio da rua.

Angenor de Oliveira, mais conhecido como Cartola … Continue lendo...

Rue Vieille-Notre-Dame, próxima à Rue Monge-La Bièvre, Paris

A fotografia mostra a Rua Vieille-Notre-Dame, próxima à Rua
Monge-La Bièvre, em Paris. Marville explorou o contraste
entre a grande luminosidade da área ensolarada da rua e os
edifícios documentados em semi-penumbra.

Por volta de 1865, o fotógrafo foi contratado pela Comissão
dos Trabalhos Históricos, encarregada de elaborar uma
história geral de Paris, para realizar vistas das antigas
ruas da … Continue lendo...

Retrato de Pierre Leroux

Tipógrafo e jornalista, filósofo, frenologista e místico,
crítico literário, filântropo e ativista político, Pierre
Leroux (1797 – 1871) é uma das grandes figuras do socialismo
francês de meados do século XIX. Amigo de George Sand, com
quem funda em 1841 La Revue indépendante, ele se
elege deputado na Assembleia Constituinte de 1848 e depois
na Legislativa de 1849, sendo … Continue lendo...

Retrato de Franz Liszt

Nadar retrata o “abade” Liszt (1811 – 1886) em seu último ano de vida, quando, para comemorar o jubileu de seu 75º aniversário, o compositor, que vivia entre Roma, Weimar e Budapest, faz um “tour” por Liège, Paris e Londres, cidades que lhe consagram concertos e recitais com suas composições.

Em 19 de julho, Liszt apresenta-se como virtuose pela última … Continue lendo...

Retrato de D. Pedro II (em dupla exposição)

Nessa imagem vemos o imperador D. Pedro II fotografado em dupla exposição, no ambiente de sua residência no Palácio de São Cristóvão, no Rio de Janeiro. A imagem circulou como carte-de-visite, no formato 6 x 9 cm. Os retratos foram distribuídos e enviados como lembranças, integrando também álbuns expostos nas salas de estar.

As fotografias que integram coleções pertencentes a … Continue lendo...

Retrato de D. Pedro II

“O retrato de D. Pedro II feito por Victor Frond foi utilizado para a realização da litografia que ilustra o álbum Brasil Pitoresco, de Frond e Charles Ribeyrolles, publicado entre 1859-1861. Até recentemente, não eram conhecidas fotografias originais de Frond. Em 1994, pesquisadores identificaram sete tiragens de fotografias em papel albuminado, pertencentes ao acervo do Instituto do Patrimônio Histórico e … Continue lendo...

Poste de iluminação pública sobre a Pont des Arts, Paris

Charles Marville (1816-1878) trabalhou como ilustrador desde
a década de 1830, especializando-se em vistas urbanas.
Próximos a Marville se encontravam futuros grandes
fotógrafos em calotipia, como Le Gray, Le Secq, Nègre e o
inglês Fenton, jovens que também atuaram inicialmente como
ilustradores.

Entre 1851 e 1855, Marville associou-se a Blanquart-Evrard,
conhecido editor de livros ilustrados com fotografias, que
encomendou a … Continue lendo...