Vênus e Cupido

Registro inventarial: inv. Sculture 1914

Essa pequena escultura preciosa, assinada em grego pelo
escultor, gravurista e ourives Pier Maria Serbaldi da
Pescia, il Tagliacarne (1455c.-1520c.), parece nascer da
emulação com a estatuária antiga, e em particular com a
Venus felix. Como outros artistas da segunda metade do
século XV, entre os quais Pietro di Neri Razzanti, Giovanni
delle Corniole (1470-1516) e Michelangelo,
Serbaldi era um perito em antigualhas, isto é, em
esculturas antigas, gemas, camafeus e moedas romanas. E como
tal capaz de emulá-las no limite da contrafazione.

Em 28 de novembro de 1491, Serbaldi é efetivamente
mencionado em uma carta de Nofri Tornabuoni, gerente do
banco Medici em Roma, a Lorenzo de´ Medici, como autor de
uma gema pretensamente antiga. Advertido da fraude pelo
antiquário Giovanni Ciampolini, o banco recusa-se a comprá-
la. Mas em 1496, Serbaldi consegue vender como antigo um
cálice em pórfiro all´antica por um valor muito elevado no
mercado romano. Tais episódios oferecem indícios de que o
perdido “Cupido adormecido” de Michelangelo, vendido em 1497
como antigo ao cardeal Raffaele Riario, não é um caso
isolado, mas se insere em uma prática artística
caracterizada por uma intensa emulação com o Antigo.

Serbaldi de resto era muito amigo de Michelangelo, que,
segundo uma tradição não documentada, usava um anel cuja
pedra, representando uma bacanal, fora por ele talhada.

Luiz Marques
04/VIII/2012

Bibliografia:
1948 – O. Kurz, Fakes, Nova York, 1966, p. 119.
1972 – J.F.Hayward, “Some spurious antique vase designs of
the sixteenth century”. Burlington Magazine 114, pp. 378-96.
1982 – E. Paul, Gefälschte Antike von der Renaissance bis
zur Gegenwart, Viena e Munique.
1996 – C. Eisler, “Michelangelo and the Payne Whitney
marble”. Apollo, outubro, p. 11
1997 – M. Scalini, “The formation of the Fifteenth-Century
Collection, its Dispersion and the Return to Florence of the
Medici Treasures”, in C. Acidini Luchinat (org.), Treasures
of Florence. The Medici Collection 1400-1700, Florença, pp.
29-50, p. 47.
2008 – M. Berbara, “Chi lo tiene antiquo e chi moderno”:
Baco e o Cupido adormecido de Michelangelo”, in L. Marques
(org.), A Fábrica do Antigo, Campinas, pp. 87-102.

Artista

SERBALDI DA PESCIA, Pier Maria

Data

1515c.

Local

Florença, Museo degli Argenti

Medidas

desconhecidas

Técnica

Pórfiro

Suporte

Escultura

Tema

Mitologia, História e Topografia Antigas

Período

36 - SÉCULO XVI

Index Iconografico

12Ven - Afrodite Vênus; 12Ven1 - Vênus e Cupido (Afrodite e
Eros)

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *