A Virgem com o Menino Jesus e São João Batista Menino

Este artista anônimo traz esse nome de convenção por ser considerado um discípulo e sobretudo um imitador dos florentinos Filippo Lippi (1406ca.-1469) e Francesco di Stefano Pesellino (1422-1457).

Sua personalidade confundia-se inicialmente com a de Pier Francesco Fiorentino (1444/5- documentado até 1497). O Imitador de Lippi-Pesellino parte com frequência de protótipos de Filippo Lippi, que ele copia ou varia com … Continue lendo...

A Virgem com o Menino Jesus e S. João Batista Menino. Tondo Pitti

A grandeza heroica que Michelangelo infunde em suas figuras manifesta-se com particular intensidade. A Virgem conquista epicamente o espaço com o ombro direito e sua cabeça rompe os limites da circunferência, enquanto o Menino inclinado sobre o livro intui, quase cinquenta anos antes de sua descoberta, a melancólica majestade do Hércules Farnese*.

Ao contrário do Tondo Taddei*, onde se viu … Continue lendo...

A Virgem com o Menino Jesus e anjos. Díptico de Melun

Ala direita de um díptico desmembrado, a obra em questão era complementada pelo retrato de Étienne Chevalier em oração e apresentado à Virgem por S. Estevão*, hoje conservado na Gemäldegalerie de Berlim. Étienne Chevalier, secretário de Carlos VII, maître-clerc de la Cour de Comptes, Trésorier de France, além de grande mecenas de Jean Fouquet, que lhe pinta as célebres iluminuras … Continue lendo...

A Virgem com o Menino Jesus (Madonna Rotschild)

Registro inventarial: nv. Rot. 5

Em 1908, em sua Storia dell´Arte italiana, Adolfo
Venturi considerava este relevo como um falso do século XIX.
O requinte “pré-rafaelita” dos anjos, do colar da Virgem e
de seu semblante “exótico”, que lhe emprestam o aspecto de
uma Sherazade, ajudam a compreender as reservas do grande
historiador sobre a autenticidade desta que é, … Continue lendo...

A Virgem com o Menino Jesus

Localização inventarial: 71 F

Mesmo que não se possa associá-lo à Madona da Capela Medici*, esse desenho, com potentes efeitos de relevo e de non-finito, é o que, cronologicamente, mais se aproxima do período de maturação da composição da Madona Medici, desde o momento da encomenda do bloco em 23 de abril de 1521. De resto, seus graus de … Continue lendo...

A Virgem com o Menino Jesus

De dimensões portentosas, a obra foi feita para um comitente genovês não identificado, que a destinava à capela de seu palácio, tal como escreve Pierre Puget (1620-1694) a Luís XIV em 1681. Trata-se decerto de alguém da família Balbi, pois uma Virgem de Puget encontrava-se em seu palácio em 1717.

Um dos mais dotados escultores franceses do século XVII, além … Continue lendo...

A Virgem com o Menino e um Profeta

Alguns cemitérios paleocristãos de Roma levam o nome de seus
fundadores ou daqueles que doaram o terreno à comunidade
cristã. O nome Priscilla aparece em alguns documentos
litúrgicos, como por exemplo, na Depositio Episcoporum:
Pridie kalendas ianuarias, Silvestri, in Priscillae
(31
de dezembro, deposição de Silvestro no cemitério de
Priscila).

Ou no Index Coemeteriorum: Cymiterium Priscillae ad
sanctum Silvestrum, via
Continue lendo...

A Virgem com o Menino e S. João Batista Menino. Tondo Taddei

A obra é assim mencionada por Giorgio Vasari na Vida de Michelangelo (1505 e 1568):

[Pelo Davi] “Michelangelo recebeu de Pier Soderini, por sua mercê, 400 escudos, tendo sido a obra erguida no ano de 1504. E pela fama que graças a ela conquistou como escultor, fez para o gonfaloniere um Davi em bronze, belíssimo, que ele mandou para a … Continue lendo...

A Virgem com o Menino e S. João Batista Menino. Tondo Pitti. Detalhe

(continuação do texto que acompanha a imagem principal)

Assim como a Madonna della Scala, a Virgem é novamente uma Madona trágico-sibílica. A rotação que sua cabeça descreve, sua fisionomia inquieta e o gesto de proteção traem a apreensão pela sorte futura do Filho. O querubim que adorna seu diadema aparece já na Madona em bronze de Donatello, na igreja … Continue lendo...

A Virgem com o Menino

Desconhece-se a origem desse notável tondo de Empoli, atribuído por vezes a Tino di Camaino (1280c.-1337c.), mas ao próprio Giovanni Pisano (1250c.-1314) por Kosegarten-Middeldorf [1969], que o considera obra juvenil e o data dos anos 1270-1275. A atribuição e a datação foram acolhidas por Carli [1977:64].

É conhecida a admiração de Michelangelo por Giovanni Pisano, com cuja obra ele mantém … Continue lendo...