A Tentação de Santo Antonio Abade

Na dinâmica emulatória do adolescente Michelangelo (1475-1564), descrita por Giorgio Vasari em sua Vida do artista, uma passagem importante diz respeito a seu enfrentamento com Martin Schongauer que Vasari acredita ser representativo dos artistas “flamengos”:

“Domenico [Ghirlandaio] decorava então a capela grande de Santa Maria Novella e estando fora um dia, Michelangelo começou a desenhar diretamente o andaime, com algumas … Continue lendo...

A Tentação de Santo Antonio Abade

“Salvo engano, o tema das tentações de S. Antonio Abade não existe, ou não se conserva, na pintura antes dos anos 1420 e não provém da área setentrional da Europa, como poderiam fazer crer a gravura de Martin Schongauer e o prestígio alcançado pelo tema em Bosch, Cranach e Lucas van Leyden no primeiro decênio do século XVI.

Ele provém … Continue lendo...

A Sagrada Família com Sant´Ana ou S. Elizabete e S. João Batista Menino

Registro inventarial: inv. n. 128

Enquanto Francesco Primaticcio (1504-1570) concebe e dirige a decoração da Chambre de la Duchesse d´Etampes, em Fontainebleau, com cenas da Vida de Alexandre o Grande (1541-1544), é capaz de executar também obras de pequeno porte como esta diminuta ardósia com a Sagrada Família, Sant´Ana (ou S. Elizabete) e S. João Batista menino.

A suprema elegância … Continue lendo...

A Pesagem das Almas

O Arcanjo Miguel pesa as Almas, enquanto o diabo argumenta como um retórico, pleiteando a alma de um réprobo

A obra pertenceu outrora a um Retábulo na igreja de
Ribes, na Catalunha.

Continue lendo...

A Madalena no sepulcro (A Veneziana)

Assinado na base do arco:

JOANNES JERONIMUS SAUOLDUS D / BRISIA / FACIEBAT
(Giovanni Gerolamo Savoldo de Brescia pintava)

Representada num plano muito aproximado, uma figura feminina
de perfil volta a cabeça para o espectador enquanto a mantém
apoiada em sua mão direita, signo de melancolia ou de
lamentação.

Cobre-a inteiramente, um espesso véu de seda animado por um
extravagante … Continue lendo...

A Madalena no sepulcro

Registro inventarial: inv. n. 1031

Uma primeira menção a esta obra ocorre em 1620 nos Elogi
historici di bresciani illustri
de Ottavio Rossi,
arqueólogo e versejador morto na famosa peste de 1630:

una bellissima Maddalena coperta da un pan bianco, ch´è
in casa del Dottor Lorenzo Averoldo
. Lorenzo é bisneto
de Giovan Paolo Averoldi, comitente de um “S. Jerônimo” … Continue lendo...

A jovem mártir

A Jovem mártir é hoje, provavelmente, o quadro mais célebre de Paul Delaroche (1797-1856). Pintor francês dos mais laureados em sua época, sua fama adveio particularmente de quadros históricos como A Morte de Elizabeth I (1827), Execução de Lady Jane Grey (1833) e Napoleão cruzando os Alpes (1848). Mas a Jovem mártir foi uma pintura tão bem sucedida que chegou … Continue lendo...

A entrada de Cristo em Bruxelas

“Entre os temas biblicos, a entrada de Jesús em Jerusalém bem-vido entre gritos de “”Bendito aquele que vem no nome do Senhor, é um motivo reiterado. Inspirado nesta cena e no lugar de representar a entrada de Jesus em Jerusalém sentado sobre um burro James Ensor, pintor Belga, tem representado o profeta entrando na capital de seu país sendo recebido … Continue lendo...

A Dança da Madalena

Maria de Magdala, mais tarde Maria Madalena, é citada nos Evangelhos, precisamente em Lucas,8,2: “Maria, chamada Madalena, da qual haviam saído sete demônios”. A tradição assimilou-a à Maria de Betânia, irmã de Marta e de Lázaro, mas sobretudo à pecadora anônima, no episódio do convite à ceia na casa do fariseu (Lucas, 7,36-50), durante o qual, ela unge de perfume … Continue lendo...