General do Templo de Hércules Vencedor em Tívoli

Como observa Bernard Andreae a respeito desta estátua,
“enquanto o corpo é generalizado e ideal, como de norma nas
estátuas vestidas tardo-helenísticas, a cabeça é
inequivocamente a de um indivíduo que posa para o retrato”.

Com a função de sustentação da estátua, representou-se uma
couraça trabalhada em duas partes, técnica típica do período
helenístico, constituída por uma dupla fila de franjas
longas (pteryges), uma cintura na altura dos quadris
e um Gorgoneion em relevo no peito.

É possível que o braço direito se apoiasse em uma lança,
segundo um modelo helenístico, de que é exemplar a estátua
em bronze do Museo Nazionale Romano identificada em geral
com Átalo II, rei de Pérgamo (159-138 a.C.), mas por Paul
Zanker com uma estátua honorífica de um general romano,
datável dos anos 180-150, “figurada como um rei helenístico”

Luiz Marques
09/07/2010

Bibliografia:
B. Andreae, The Art of Rome, New York, Abrams, 1977, p. 59
P. Zanker, The Power of Images in the Age of Augustus, trad.
inglesa, The University of Michigan Press, 1990, p. 4

Artista

Anônimo

Data

-75/ 50 a.C.

Local

Regia di Caserta

Medidas

118 cm

Técnica

Mármore

Suporte

Escultura

Tema

A Figura Humana Retratos e Caricaturas

Período

ARTE GRECO-ROMANA

Index Iconografico

1700B1 - Retratos escultóricos contemporâneos

Autor

Master

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *