A mina de diamantes

Como nota Berti [1967:72], as instruções de Vincenzo Borghini a respeito desta composição são seguidas à risca, ou quase, por Maso da San Friano:

“Sotto l´´aria ne vorrei una bizzarra et stravagante, ciò è che fingessi monti asprissimi più che la nostra pietra pana [Pania] o la Vernia o il Caucaso degli antichi, dove con fune, scale di corda… et con altri ingegni fussin persone che andassin cercando i diamanti, i cristalli et fussino appicati à que´´ balzi come picchi…”

Bibliografia:
1967 – L. Berti, Il Principe dello Studiolo. Francesco I dei Medici e la fine del Rinascimento a Firenze. Florença, Edam, p. 72

Artista

MASO DA SAN FRIANO, Tommaso Manzuoli, chamado

Data

1572c.

Local

Florença, Palazzo Vecchio

Medidas

desconhecido

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

Mitologia, História e Topografia Antigas

Período

36 - SÉCULO XVI

Index Iconografico

10Ele4 - O Elemento Ar

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *