Retrato de Guerreiro

Registro inventarial: inv. n. 627

A identidade da figura permanece desconhecida, mas se trata decerto de um homem de armas, um condottiere, como o indicam seu luxuoso peitoral, decorado com relevos, e a fortaleza que se vê ao fundo, possivelmente alusiva a um seu feito militar.

Os olhos verdes que fitam com certa candura o espectador são ilhas de humanidade neste retrato imerso em uma atmosfera opressiva e sombria. A luz bruxuleante que retira apenas parcialmente da sombra o semblante esculpido do guerreiro é da mesma cor e natureza das manchas róseas de luz da paisagem, de um fantástico que anuncia quase El Greco.

Além do próprio museu, diversos estudiosos, entre os quais Berenson, Longhi e Antal, consideram a obra como de autoria de Dosso Dossi (1490c.-1542). De seu lado, Gibbons, impressionado sobretudo pela paisagem apenas esboçada, não vê neste retrato uma obra de Dosso ou Battista Dossi e nem mesmo de um pintor da corte de Ferrara. Ele a atribui ao mantuano Bernardino da Asola, “um artista de boa habilidade, que teve muitas de suas pinturas atribuídas no passado a Dosso”. A altíssima qualidade do retrato parece, contudo, superar as possibilidades deste pintor.

Luiz Marques
08/12/2010

Bibliografia
1968 – F. Gibbons, Dosso and Battista Dossi. Court Painters of Ferrara. Princeton, Princeton University Press, p. 253

Artista

DOSSI, Dosso (Giovanni Luteri ou Lutero)

Data

1530/ 1540

Local

Florença, Galleria degli Uffizi

Medidas

84 x 68 cm

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

A Figura Humana Retratos e Caricaturas

Período

36 - SÉCULO XVI

Index Iconografico

1700C - Retratos Pintura; 1700C1 - Retratos contemporâneos

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *