Retrato Feminino (

Este extraordinário retrato de Sebastiano del Piombo (1485-1548) pertencia no século XVI às coleções Medici e era exposto em 1589 na Tribuna dos Uffizi sob o nome de Rafael. Ainda no século XIX persistia a atribuição a Rafael, de onde sua descabida identificação com a amante do artista, a suposta Margherita Luti, a “Fornarina”, filha de um padeiro (“fornaio”) da contrada Santa Dorotea, em Roma.

Outra identificação proposta no passado foi com Vittoria Colonna (1490-1547), a célebre poeta, esposa de Ferdinando d´Avalos e amiga dileta de Michelangelo. A proposta baseava-se em um confronto fisionômico com uma gravura a partir do Retrato de mulher como Virgem sábia*, hoje em Washington, também ele de Sebastiano del Piombo. A hipótese é igualmente fictícia pois tampouco o retrato de Washington pode ser identificado com Vittoria Colonna.

Os retratos seguros da Marquesa de Pescara excluem sua identificação com o modelo desse retrato. Mas a coroa de louros em torno da cabeça da retratada indica possivelmente, sua condição de poeta, percepção reforçada pela magnífica intensidade expressiva de seu olhar e pela posição de sua mão sobre o peito.

A mão sobre o peito, indicando decerto o coração, sede dos sentimentos (poéticos?), é uma pose característica dos retratos de Sebastiano del Piombo nestes anos, como o mostram dois outros de seus retratos femininos, a assim chamada “Dorotea”* de Berlim e o retrato assinado de Barcelona* (onde se viu de novo, e sempre fantasiosamente, Vittoria Colonna).

Se a posição da mão sobre o peito não indica necessariamente a condição de poeta, ela é com toda a probabilidade uma posição significativa. Demonstra-o o Tríplice retrato* de Sebastiano em Detroit, no qual o gesto de aposição da mão de uma personagem sobre o peito da outra parece demasiado eloquente e deliberado para não ser portador de um significado preciso.

A data 1512, aposta sobre o quadro, fornece uma referência cronológica preciosa para o primeiro estilo romano de Sebastiano del Piombo, recém-chegado de Veneza. Se há aqui, como por vezes sugerido, relação com os retratos de Rafael, ela pode ser eventualmente entendida em sentido oposto, isto é, no sentido de um impacto da retratística veneziana sobre o mestre de Urbino.

Luiz Marques
01/11/2010

Bibliografia
1980 – M. Lucco, L´opera completa di Sebastiano del Piombo. Milão, p. 103

Artista

Sebastiano del Piombo (Sebastiano Luciani, dito)

Data

1512

Local

Florença, Galleria degli Uffizi

Medidas

66 x 53 cm

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

A Figura Humana Retratos e Caricaturas

Período

36 - SÉCULO XVI

Index Iconografico

1700C - Retratos Pintura; 1700C1 - Retratos Contemporâneos

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *