Separação das Ovelhas e dos Cabritos

“Sobre um fundo campestre, o Cristo com um nimbo não-
cruciforme, imberbe e de pé, acolhe com a mão direita uma
ovelha branca, de pé e marcada no pescoço com o signo da
cruz. Sobre ela, a mão de Deus Pai surge no céu e abençoa
sua acolhida no Paraíso.

Simetricamente, com a mão esquerda, o Cristo aponta para um
cabrito deitado, sobre o qual paira um demônio alado com seu
garfo, pronto a levar consigo o animal.

Esta imagem do Saltério de Stuttgart, fol. 6v. mostra uma
recorrência da parábola da separação das ovelhas e dos
cabritos (Mateus 25, 31-41), fonte textual primeira da
iconografia da parousia e do Juízo Final.

Ela explicita a demonização do cabrito ou do bode, com suas
eventuais alusões aos cultos dionisíacos e a Pan. O texto
ilustrado é o Salmo 6, o primeiro dos Sete Salmos da
Penitência (32, 38, 51, 102, 130, 143), e é intitulado
Súplica durante a provação.

As relações texto/imagem são ricas de conotações na medida
em que a doença a que o sujeito do poema se refere, e que
está a ponto de o levar à morte, tem sentido ao mesmo tem
físico e espiritual e, portanto, alude também à salvação
escatológica de sua alma, ameaçada pela ira divina:

Domine, ne in furore tuo arguas me
neque in ira tua corripias me.
Miserere mei, Domine, quoniam infirmus sum;
sana me, Domine, quoniam conturbata sunt ossa mea.
Et anima mea turbata est valde,
sed tu, Domine, usquequo?

Convertere, Domine, eripe animam meam;
salvum me fac propter misericordiam tuam.
6 Quoniam non est in morte, qui memor sit tui;
in inferno autem quis confitebitur tibi?

“”Iahweh, não me castigues com tua ira,
não me corrijas com teu furor!
Tem piedade de mim, que eu desfaleço!
Cura-me, Iahweh, pois meus ossos tremem;
todo o meu ser estremece
e tu, Iahweh, até quando?

Volta-te, Iahweh! Liberta-me!
Salva-me, por teu amor!
Pois na morte ninguém se lembra de ti,
quem te louvaria no Xeol?””
(tradução da Bíblia de Jerusalém)

Embora claramente pertinente à cultura carolíngia, o
iluminador do Saltério de Stuttgart não se afasta ainda
significativamente dos modelos páleo-cristãos desta
iconografia, presentes, por exemplo, no tampo do Sarcófago
Stroganoff* no Metropolitan Museum de New York (300c.) e em
um mosaico teodoriciano na parede esquerda da nave de
Sant´Apollinare* em Ravenna (610c.-626).

Luiz Marques
21/11/2011

Bibliografia
2001 – M. Zlatohávek, C. Rätsch, C. Müller-Ebeling, Le
Jugement dernier. Paris: La Bibliothèque d´art, p. 46.

Artista

Anônimo

Data

800/ 900

Local

Stuttgart, Landesbibliothek

Medidas

desconhecidas

Técnica

Iluminura sobre pergaminho

Suporte

Pintura

Tema

Bíblia e Cristianismo

Período

OCIDENTE MEDIEVAL

Index Iconografico

688B34 - Os Eleitos e os Réprobos; 606D36 - Separação das
ovelhas e dos cabritos; 690 - Juízo Final

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *