Túmulo dos Imperadores

O Túmulo dos Imperadores (1925), localizado na capela da igreja matriz de Petrópolis, foi encomendando ao escultor Rodolfo Bernardelli pela Baronesa de São Joaquim. A encomendante visava um túmulo que se assemelhasse ao do Duque de Nemours na Chapelle St. Louis, em Dreux, na França.

A obra é composta por um só túmulo, contendo os dois caixões, tendo acima duas estátuas do Imperador D. Pedro II e da Imperatriz D. Teresa Cristina Maria de Bourbon, representados deitados.

Para realização do trabalho, o escultor recebeu da encomendante duas fotografias para serem utilizadas como referência para as esculturas: uma da imperatriz para observação do diadema e do traje de grande gala, e outra do imperador, também com a farda de grande gala. Bernardelli, conforme determinou a encomendante, deveria ainda procurar reproduzir nas esculturas os símbolos reais presentes no manto, cetro e coroa imperiais.

A obra, que foi passada para o mármore pelo escultor Jean Magrou em Paris, foi bastante alterada em relação ao projeto inicial de Bernardelli.

Maria do Carmo Couto da Silva
30/06/2011

Bibliografia:
2011 – M. C. Couto da Silva. Rodolfo Bernardelli, escultor moderno: análise da produção artística e de sua atuação entre a Monarquia e a República. Campinas,SP: [s. n.]. Tese de Doutorado em História da Arte, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas/UNICAMP, p.135.

Artista

BERNARDELLI, Rodolfo

Data

1925

Local

Petrópolis, Catedral de São Pedro de Alcântara

Medidas

não disponíveis

Técnica

mármore de Carrara

Suporte

Escultura

Tema

A Figura Humana Retratos e Caricaturas

Período

O SÉCULO XIX NA AMÉRICA HISPÂNICA E NO BRASIL (A PARTIR DE 1822)

Index Iconografico

508 - Mausoléus, tumbas, sepulcros, lápides
508A - Monumentos cívicos à glória de uma personagem
508B - Monumentos funerários

Autor

Maria do Carmo Couto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *