A palavra aos surdos-mudos (Imagem 2: detalhe)

(continuação do texto que acompanha a imagem principal)

Como nota Verônica Souza, ocorria na época uma estreita
ligação entre o exercício da medicina e o da chamada
educação especial, iniciada já no século XVI. A cadeira de
“Linguagem Articulada” do instituto foi ocupada pelo médico
Menezes Vieira, que se dedicou à educação infantil, sendo
diretor do “Pedagogium” e fundador do “Colégio Menezes
Vieira”.

Para a mesma autora: “As ambigüidades e contradições sobre
qual a melhor pedagogia para ensinar aos surdos perpassou a
gestão do doutor Tobias. No início de sua gestão, ele adotou
a Língua de Sinais, considerando-a como o melhor meio para
ensiná-los. Depois dos congressos internacionais, no final
dos oitocentos, o instituto passou a utilizar linguagem
articulada, isto é, o ensino da língua oral para os surdos.
No início da República, no entanto, o ensino através da
linguagem articulada passou a ser questionado.”

Uma nota publicada no jornal “A Semana”, de dezembro de
1885, comentou sobre a atuação do médico, que há três anos
dedicava-se ao ensino da linguagem oral e da leitura
labial, modificando totalmente a educação destas crianças,
informando ainda que anteriormente somente a linguagem
escrita e a mímica eram ensinadas aos surdos.

O médico foi retratado, portanto, em um período de grande
destaque em sua carreira, data em que publicou o livro a
“Imagem da Palavra – quadros litográficos para o ensino
objetivo nas escolas e na família”.

Maria Antonia Couto
10/08/2011

Bibliografia
1885 – M .Valente. “Os surdos-mudos”. Rio de Janeiro, A
Semana, 5 de dezembro, p. 2-3. Disponível em: Brasiliana
USP:
http://www.brasiliana.usp.br/bbd/bitstream/handle/1918/06004
4-051/060044-051_COMPLETO.pdf
acesso: 10/08/2011
1985 – Museu Nacional de Belas Artes. O Museu Nacional de
Belas Artes. São Paulo : Banco Safra, pp- 64-65.
2002 – M. H. C. Bastos. Pro pátria laboremus: Joaquim José
de Menezes Vieira (1848-1897). Bragança Paulista: Edusf.
2006 – R. S. Tarasantchi. Oscar Pereira da Silva. São
Paulo : Empresa das Artes.
2008 – V. R. M. Souza. A Educação dos Surdos no Século XIX.
Revista Tempos e Espaços em Educação, UFS, v. 1, p. 49-56
jul./dez. 2008, PP 49-56.

Artista

PEREIRA DA SILVA, Oscar

Data

1886

Local

Rio de Janeiro, Museu Nacional de Belas Artes

Medidas

54 x 45 cm

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

Ciência Ilustração científica e Etnografia

Período

O SÉCULO XIX NA AMÉRICA HISPÂNICA E NO BRASIL (A PARTIR DE 1822)

Index Iconografico

1200 - A Ciência e as Ciências; 1200Med - Medicina;1700C -
Retratos Pintura; 1700C1 - Retratos contemporâneos; 1428 - A
INFÂNCIA, A ADOLESCÊNCIA, A JUVENTUDE; 1428edu - A educação
e o mundo escolar

Autor

Maria Antonia Couto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *