Cratera funerária com prothesis (exposição e lamentação do morto)

Localização inventarial: inv. 990

Diversos indícios arqueológicos apontam para uma expansão
econômica e demográfica de Atenas ao longo do século VIII
a.C., entre os quais a presença de três novos cemitérios nas
imediações da cidade: um no atual subúrbio de Kallithea, o
segundo perto do Gymnasium Kynosarges e o terceiro,
descoberto em 1871, além da porta de Dipylon, ao longo da
atual Odos Peiraios. Neste último, foram descobertos
diversos vasos funerários monumentais, dentre os quais esta
cratera, outrora colocada sobre uma tumba.

Ela é decorada por uma das primeiras (ao lado do Pintor de
Dipylon) e em todo caso uma das mais notáveis personalidades
artísticas identificáveis da arte grega, o Pintor de
Hirschfeld (Hirschfeld Painter), do nome do arqueólogo que a
descobriu e publicou. Representa uma prothesis, isto
é, a exposição de um morto com seu cortejo funerário. O
defunto, deitado sobre um leito, é levado em um carro puxado
por um cavalo e acompanhado por toda uma procissão de
pessoas com as mãos na cabeça, posição designativa do
lamento.

No registro inferior, um cortejo de bigas conduzidas por
haurigas, com cabeças aparentemente cobertas por capacetes
pontudos e vestimentas em forma de oito, que podem também
ser interpretadas, haja vista sua forma característica, como
escudos. Excepcionalmente belas são as parelhas de cavalos
com os corpos que se fundem em uma mesma mancha, da qual
saem oito pernas. Também as rodas dos carros oferecem um
exemplo magistral de síntese da figura e da forma
geométrica.

Tal como na prothesis representada na ânfora* também
do Museu Nacional de Atenas inv. 18062, datada de 760 a.C.,
aqui também comparece, abaixo do cavalo que puxa o carro do
defunto, o íbis, animal possivelmente dotado de significado
funerário.

Luiz Marques
16/06/2010

Bibliografia:
1963 – S. Mélétzis, H. Papadakis, Le Musée Archéologique
National d`Athènes. Munique, Zurique, p. 105
1977 – J.N. Coldstream, Geometric Greece, Londres, Metuhen,
p. 114

Artista

Pintor de Hirschfeld (Hirschfeld Painter)

Data

-750- 735 a.C.

Local

Atenas, Museu Arqueológico Nacional

Medidas

123 cm de altura; 78 cm diâmetro da boca

Técnica

Cerâmica

Suporte

Pintura

Tema

Mitologia, História e Topografia Antigas

Período

ARTE GRECO-ROMANA

Index Iconografico

430 - Iconografia funerária antiga; 430A - Cortejos e Cenas
de inumação ou cremação; 1621 - O Cavalo

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *