La trinchera de caña.

Esta obra do pintor cubano Servando Cabrera Moreno (1923/1989), é representativa dentro da produção de um artista que introduzi-o por primeira vez na pintura nacional o tema do erotismo homossexual convertendo-se numa figura sui generis no contexto cubano. “La trinchera de caña” apresenta algumas das principais caraterísticas da linguagem pessoal desenvolvida por Cabrera Moreno, artista de longa experiencia na criação formado na Academia de Bellas Artes de San Alejandro, em Havana, que completa seus estudos entre o Art Student´s League, de Nova Iorque (1946) e La Grande Chaumiére, de Paris (1953) que o permitiram assimilar tanto as técnicas da academia quanto tendencias tão diferentes como a abstração o impressionismo, o expressionismo e o cubismo.
O nome da obra, “La trinche de cañas” traz a ideia da cana de açúcar como forma fálica em alusão o sexo masculino enquanto a relação homossexual é comparada a um campo de batalha. Esta obra deixa em evidencia o domínio apurado do desenho e da figura humana do artista , que estabelece um jogo entre as linhas que compõem a segunda figura que parece dividir-se a partir da linha alba marcando o centro do peito, sugerindo a ideia de se tratar de duas figuras posicionadas uma diante da outra, numa descomposição de suave tom surreal. A transparência é outra da características do estilo de Cabrera Moreno, o domínio da cor e o uso de uma único tom ocupando todo o espaço em que aparecem as figuras masculinas estilizadas e ao mesmo tempo de grande força e vigor, submersas numa atmosfera uma semi penumbra que se reafirma no volumem das figuras dados por pequenas zonas de sombras. Esta etapa azul inspirada na obra de Picasso, a quem o próprio artista reconhecera como sua maior influencia, apresenta outro dos elementos característicos da produção de Cabrera Moreno do tema erótico que é a exposição da figura fragmentada privilegiando as zonas erógenas, deixando sempre os rostos dos personagens no mistério.
A produção de Carreño, uma das mais prolificas da pintura cubana, abarca numerosas etapas e modos de fazer perpassando a abstração (1950/1954), para voltar a figuração tendo como inspiração diferentes tipos populares, temas sociais, assim como o período épico dedicado a Revolução cubana e seus milicianos e trabalhadores.

Monica Villares Ferrer, Mestre em História da Arte
16/05/2010.

Artista

CABRERA Moreno, Servando Miguel Justo Jesús

Data

1976

Local

Coleção Particular

Medidas

120 x 100 cm

Técnica

Têmpera sobre pergaminho

Suporte

Pintura

Tema

A Figura Humana Retratos e Caricaturas

Período

O SÉCULO XX NA AMÉRICA HISPÂNICA E NO BRASIL

Index Iconografico

1390 - Cenas eróticas e de sexo ; 1702 - Nus e Academias

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *