Os Trapaceiros (Les Tricheurs)

Registro inventarial: inv. 408

Dois jovens jogam cartas em uma mesa de taberna. Um deles,
de semblante mais ingênuo, é vítima de uma trapaça. É
espreitado por um homem que indica com os dedos ao seu
cúmplice as cartas que tem em mãos. O trapaceiro, por sua
vez, está pronto para jogar a carta oculta em sua mão
direita.

Imagem ao mesmo tempo de crônica e de moral, a cena na
taberna, imagem emblemática do registro baixo, é um dos
temas prediletos da voga caravaggesca que impera na Roma dos
dois primeiros decênios do século XVII.

Outrora considerada de Caravaggio, esta tela foi reconhecida
por Kallab, em 1906, como uma obra de juventude de Valentin
de Boulogne (1591/94-1632). O tema, efetivamente tratado por
Caravaggio em um quadro descrito por Gian Pietro Bellori em
1672, hoje no Kimbell Art Museum de Fort Worth (Texas), foi
muito apreciado pelos pintores caravaggescos, dentre os
quais Manfredi, Honthorst, Régnier (Budapest), etc. Mas é
Valentin que lhe dá seu tratamento talvez mais nervoso e
psicologicamente vívido, como bem sugere Pierre Rosenberg.

Valentin chega a Roma talvez já em 1611, se é bem a ele que
se refere o registro no Stati d´anime de Roma desse
ano de um “Valentino francese”, residindo com certo pintor
florentino de nome Polidoro na paróquia de S. Nicola in
Prefetti.

Fixando-se definitivamente na Urbe, ele ressurge mais vezes
nos Stati d´anime em 1620, e em 1626 é nomeado com
Nicola Poussin responsável pelas festividades da Accademia
di San Luca.

No âmbito de um catálogo relativamente abundante (75 obras
conservadas, mais 10 cópias de originais perdidos), é
avantajada sua produção de obras de gênero popular, como
cenas de taberna, mas o pintor francês foi distinguido,
sobretudo em seus últimos anos, também com encomendas da
aristocracia romana, executando retratos e obras para a
decoração da basílica de S. Pedro, para os Barberini e para
a coleção de Cassiano dal Pozzo.

Luiz Marques
15/10/2011

Bibliografia:
1996 – J. P. Cuzin, Valentin de Boulogne. The Grove
Dictionary of Art, ad vocem.
1996 – G. Feigenbaum, “Gamblers, Cheats and Fortune-
Tellers”, in P. Conisbee, Georges de La Tour and his World.
Catálogo da exposição, Washington, National Gallery of Art,
pp. 149-181.
2005 – P. Rosenberg, Poussin, Watteau, Chardin,
David….Peintures françaises dans les collections
allemandes

Artista

Valentin de Boulogne

Data

1615c.

Local

Dresden, Gemäldegalerie

Medidas

94 x 137 cm

Técnica

Óleo sobre tela

Suporte

Pintura

Tema

Vida Social e Gênero

Período

SÉCULO XVII

Index Iconografico

1476 - A Taberna; 1481 - Cenas de soldados em tabernas; 1482
- Jogos de cartas e de dados; 1483 - Trapaças, brigas e rixas
de taberna

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *