Carga de Cavalaria. Estudo para a Batalha de Cascina

Registro inventarial: inv. 1895-9-15-496

Há duas possibilidades de interpretação dessa cena de Carga de cavalaria. Ela pode ser entendida como uma primeira idéia de Michelangelo para composição da Batalha de Cascina, em estreito diálogo com a Batalha de Anghiari. Neste caso, a cena dos Banhistas viria a se desenvolver sucessivamente como uma contraposição a Leonardo.

Segunda possibilidade: esse encontro de cavalaria poderia constituir um esbolo de uma cena secundária no plano de fundo. Wilde [1953:n.3,5] pensa que, em função de sua hipótese de reconstituição [1944:78] do espaço disponível para o afresco sobre a parede leste da Sala del Gran Consiglio, a segunda possibilidade impõe-se, pois tanto o Encontro de cavalaria quanto os Banhistas devem ser considerados “como fragmentos de uma composição mais extensa”.

No que se refere, entretanto, ao tema, o autor afirma: “este esboço pode bem ser um estudo para o grupo principal”. Wilde lembra que, segundo a crônica de Filippo Villani, a vitória foi obtida por uma carga pelos flancos da cavalaria florentina e não seria assim despropositado conceder-lhe uma posição central na composição. A rapidez excepcional do desenho acusa sem dúvida o nervosismo de uma primeira idéia, seja para uma cena em primeiro plano, seja para o plano de fundo.

Luiz Marques
31/01/2011

Bibliografia:
1903-1938 – B. Berenson, The Drawings of the Florentine Painters. 3 vol. Chicago, n. 1397C.
1953-1975 – J. Wilde, Michelangelo and his studio. Italian Drawings in the Department of Prints and Drawings in the British Museum. Londres: British Museum Publ. Ltd.. Reimpressão em 1975, pp. 14-16.

Artista

Michelangelo Buonarroti

Data

1504

Local

Londres, British Museum

Medidas

186 x 183 mm (o fólio)

Técnica

Pena

Suporte

Pintura

Tema

História Medieval Moderna e Contemporânea

Período

36 - SÉCULO XVI

Index Iconografico

866 - História militar na Europa após a Antiguidade;
866.1364 - Batalha de Cascina; 1462 - A Cavalaria e as Batalhas de Cavalaria

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *