Casal em viagem

Esta composição de Reis Carvalho apresenta a penúria de um casal face a uma natureza hostil que os força a migrar em busca de água, o elemento vital. Esta paisagem difere do ideal de natureza com águas cristalinas para o descanso do homem do campo, justamente por ser um flagelado da seca. Forçados a migrar, o homem e a mulher carregam provimentos básicos, além do pouco que lhes restou da criação.

O pássaro remete a uma idéia de liberdade, vida e esperança e o carneiro que o carrega era essencial para a subsistência do sertanejo pois servia lã, leite e carne. É um elemento na composição que remete às pinturas de Nicolas Poussin, cujas paisagens envolviam cenas pastoris da Arcádia, cantadas por Virgílio. Para este poeta a vida e os cuidados com o campo representavam o retorno à hamonia do homem com a natureza. No quadro A “Infância de Baco” de Poussin, o bode transporta Baco, cujo licor era fruto das viniculturas.

Os relatórios dos participantes da expedição como em “As secas no Ceará” de G. S. Capanema e o livro “MEMÓRIA – Sobre a Conservação das Matas, e Arboricultura como meio de melhorar o Clima da Província do Ceará” de Thomaz P. S. Brasil não eram poéticos mas apontavam para o necessário cuidado com as nascentes de água. Combatiam o desmatamento e as queimadas para plantio de café e algodão nas serras e pés de serra como meio de preservar as fontes de águas para os rios. Nestas regiões a vegetação precisava ser preservada a fim de proteger o solo contra erosões e os rios do assoreamento nos meses em que as chuvas intensas atingiam o semi-árido nordeste do Brasil.

Cláudio Alves
04/02/2010

Bibliografia

DEBRET, J. B. “Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil”. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia Limitada/ São Paulo: Universidade de São Paulo, 1989.

BRAGA, Renato. “História da Comissão Científica de Exploração”. Fortaleza: Imprensa Universitária do Ceará, 1962.

ALEMÃO, F. Freire. “Relatórios dos Membros da Comissão Lidos no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro”, RIHGB, 24, Suplemento (1861): 752,759,764 e 765.

Artista

REIS CARVALHO. José dos

Data

1859

Local

Rio de Janeiro, Museu Dom João VI

Medidas

20,9 x 35,8 cm

Técnica

Aquarela

Suporte

Pintura

Tema

Natureza Paisagem e Arcádia

Período

O SÉCULO XIX NA AMÉRICA HISPÂNICA E NO BRASIL (A PARTIR DE 1822)

Index Iconografico

1602 - Paisagens com arquiteturas e figuras
1526 - A Pobreza Rural

Autor

Claudio Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *