Capela Sistina. Parte I

A Capela Sistina foi projetada e construída, não por Baccio Pontelli (1450-após 1494), como afirma Vasari na notícia biográfica a este dedicada, mas pelo arquiteto florentino, Giovannino de´ Dolci, ativo desde 1450 em Roma, onde morre em 1486. Sua edificação evolui rapidamente entre 1477 e 1480, impulsionada por Sixto IV (1471-1484), que a consagra em 15 de agosto de 1483 e a dedica à Assunção da Virgem, cuja imagem era representada em um afresco de Perugino sobre a parede do altar, antes do Juízo Final de Michelangelo.

É largamente partilhada a tese de que as medidas da Capela Sistina replicam as do Primeiro Templo de Jerusalém. Pfeiffer [2007:83], por exemplo, afirma que:

“a proporção da inteira superfície da abóbada corresponde às dimensões internas do templo de Salomão em Jerusalém e apresenta, portanto, um comprimento que é o triplo da largura”.

As medidas do Templo são transmitidas em I Reis 6, 2-17:

“O Templo que o rei Salomão edificou para Iahweh tinha sessenta côvados [cúbitos] de comprimento, vinte de largura e vinte e cinco de altura. (…) O Templo, isto é, o Hekal, diante do Debir, tinha quarenta covados”.

A planta do Templo exibia, portanto, uma proporção de 3 para 1 (60/20), a mesma da Capela Sistina, com seus 40,23 metros de comprimento, exato triplo de seus 13,41 metros de largura na parede de fundo. As proporções entre planta e altura nos dois templos, contudo, não correspondem, pois a Sistina tem 20,73 metros de altura, isto é, pouco mais da metade de seu comprimento, enquanto a altura do Templo (25 côvados) teria pouco mais de 1/3 de seu comprimento.

Seja como for, o paralelismo simbólico entre os dois templos parece afirmar-se não apenas nesta proporção de 3 /1, relativamente genérica, mas também em diversas e sutis correspondências. Pfeiffer [2007:86] faz notar, por exemplo, que a figura de Salatiel, pai de Zorobabel, construtor do segundo Templo de Jerusalém, situa-se em linha vertical justamente acima do afresco de Perugino com o Templo de Jerusalém.

Na realidade, a planta da Capela Sistina não é retangular, mas ligeiramente trapezoidal, com a parte mais estreita na parede do altar, provavelmente em decorrência de sua inserção na precedente Capela Magna ou Palatina. Esta última, mencionada pela primeira vez em 1368, foi construída em data incerta, provavelmente antes do exílio de Avignon, iniciado em 1305, mas talvez imediatamente após.

A Capela é construída, sobretudo, com opus latericium, tijolos muito estreitos e compridos)

Artista

Michelangelo Buonarroti

Data

1478/ 1541

Local

Vaticano, Capela Sistina

Medidas

40,23 x 13,41 x 20,73 metros

Técnica

Afresco

Suporte

Pintura

Tema

Bíblia e Cristianismo

Período

36 - SÉCULO XVI

Index Iconografico

500 - Decorações de tetos, abóbodas, paredes e pavimentos: emblemas, motivos geométricos, cosmatescos, etc.; 502 - Capelas

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *