Retrato de adolescente (Alessandro de´ Medici?)

Em 1939, Suida atribuiu este retrato a Rafael, em seus últimos anos, proposta que grangeou o favor da crítica. Em particular, Heinemann (1969) aproxima-o do Retrato de uma jovem* (impropriamente chamado La Fornarina, e talvez a esposa de Bindo Altoviti) do Musée des Beaux-Arts de Strasbourg. A aproximação parece-nos perspicaz no que se refere sobretudo à sensibilidade tonal, que lembra quase o pastel.

Menos convincente é a hipótese de se que se trate de um retrato de Alessandro de´ Medici (1510-1537). Considerado filho natural de Lorenzo de´ Medici, duque de Urbino, Alessandro era verossimilmente filho bastardo de Clemente VII (Giulio de´ Medici) com Simonetta da Collevecchio, uma serva negra de Alfonsina Orsini, de onde sua alcunha de Il Moro.

Sua reputação de homem soturno, vingativo e brutal é confortada pelos retratos que lhe fazem Pontormo e Vasari. Nada se entrevê de seu caráter neste retrato de adolescente atribuído a Rafael no Museu Thyssen-Bornemisza. É mesmo imporável que a obra o retrate, pois Rafael morre em 1520 e dificilmente teria a personagem retratada idade inferior a 10 anos. É verdade que uma atribuição a Giulio Romano foi outrora cogitada. Mas a qualidade excepcional do retrato parece militar em favor de uma atribuição a Rafael, em seus últimos anos.

Luiz Marques
04/11/2010

Bibliografia
1992 – J.M. Pita Andrade, M. M. Borobia Guerrero, Old Masters. Thyssen-Bornemisz Museum. Madri, p. 196

Artista

Rafael

Data

1519/ 1520

Local

Madri, Museo Thyssen-Bornemisza

Medidas

44 x 29 cm

Técnica

Óleo sobre madeira

Suporte

Pintura

Tema

A Figura Humana Retratos e Caricaturas

Período

36 - SÉCULO XVI

Index Iconografico

1700C - Retratos Pintura; 1700C1 - Retratos Contemporâneos

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *