Hermes com a balança (Psychostasia) entre Aquiles e Memnon

Registro inventarial: London B639
Beazley Archive: 456

Hermes pesando as almas (Psychostasia) coloca-se
entre Memnon e Aquiles que travam combate durante a guerra
de Troia.

Na Theogonia (984), Hesíodo afirma que Memnon é filho
de Titônio e de Aurora, rei dos Etíopes e irmão de Emácion:

“A Titônio Aurora concebeu Memnon, o rei da Etiópia, de
elmo de bronze, assim como Emácion”.

Sobrinho de Príamo, é natural que Memnon se alinhasse ao
lado dos troianos na longa guerra que os opõem aos gregos.
Após ter vencido e morto Antíloco, filho de Nestor, tal como
referido por Homero na Odisseia (IV, 188 e XI, 522), Memnon
é desafiado por Aquiles que o derrota e o mata num combate
cantado no perdido poema Aethiopis, pertencente ao
ciclo troiano e atribuído a Arctinos de Mileto (meados do
século VII a.C.).

Em face de tal combate, Aurora e Tétis acorrem a Zeus em
busca de proteção para seus respectivos filhos. Zeus pesa
suas sortes e a balança pende para o lado de Memnon, cujo
peso maior significa que deve morrer. Para consolo de
Aurora, Zeus, contudo, o imortaliza. Reza uma lenda que uma
estátua colossal de Memnon erigida pelo faraó Amenotep III
entoava um canto maravilhoso quando tocada pelos primeiros
raios de sol, em homenagem à sua mãe, Aurora.

A Psychostasia (pesagem das almas) é uma determinação
divina presente em diversos sistemas de crenças religiosas,
dos egípcios aos gregos. Na escatologia cristã, o tema
reaparece com a pesagem das almas pelo arcanjo, notadamente
nas representações do Juízo Final sucessivas ao século XII.
Na mitologia grega, ela é exercida diretamente por Zeus ou
por Hermes, seu intermediário, e aplica-se não apenas ao
combate entre Memnon e Aquiles, mas também ao combate entre
este último e Heitor, episódio crucial da Ilíada.

Uma representação anterior deste combate encontra-se,
talvez, na Ânfora de Melos, de 650 circa a.C., do Museu
Arqueológico Nacional de Atenas (inv. 911).

Veja-se: http://www.mare.art.br/detalhe.asp?idobra=3421

Como se depreende de uma notícia de Plutarco (De aud.
poet.
), Ésquilo compôs uma tragédia intitulada
Psychostasia.

Luiz Marques
10/10/2011

Artista

Pintor de Safo (atribuído a)

Data

-550/ 500 a.C.

Local

Londres, British Museum

Medidas

desconhecidas

Técnica

Cerâmica

Suporte

Pintura

Tema

Mitologia, História e Topografia Antigas

Período

ARTE GRECO-ROMANA

Index Iconografico

12Mer - Mercúrio, Hermes; 454 - Entidades Funerárias; 454C -
Hermes ou Mercúrio com uma balança (psychostasia); 448 -
Juízes e Entidades funerárias; 80aqui - Aq

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *