Túmulo de Manuel Ferraz de Campos Salles (Imagem 4)

(continuação do texto que acompanha a imagem 3)

A figura esculpida por Rodolfo Bernardelli deriva da
simbologia cívica e do imaginário republicano francês
oitocentista e representa a República. É uma imagem de
mulher vestida à romana e com o barrete frígio na cabeça.

Rodolfo Bernardelli recriou essa figura no Túmulo de Campos
Salles. A alegoria, que segura um maço de rosas e indica o
sarcófago com a mão, faz lembrar que Campos Salles foi um
grande propagandista da República no Brasil, como é
mencionado nos dizeres do painéis do túmulo: “O
propagandista não se desmentiu no governo”, fazendo
referência à atuação do mesmo como Presidente da República.

O conjunto de figuras alegóricas existente neste monumento
fúnebre (a República, a Lei e as Finanças) atribui ao local
uma função cívica, de recordação da participação do político
na construção do regime republicano brasileiro.

(continua no texto que acompanha a imagem 4)

Artista

BERNARDELLI, Rodolfo

Data

1916

Local

São Paulo, Cemitério da Consolação

Medidas

não disponíveis

Técnica

Bronze

Suporte

Escultura

Tema

Alegorias e Temas Artísticos Morais e Psicológicos

Período

O SÉCULO XIX NA AMÉRICA HISPÂNICA E NO BRASIL (A PARTIR DE 1822)

Index Iconografico

508 - Mausoléus, tumbas, sepulcros, lápides
508A - Monumentos cívicos à glória de uma personagem
508B - Monumentos funerários
1100 - Alegorias Intelectuais e Morais

Autor

Maria do Carmo Couto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *