Retrato de Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro

Nesse quadro Columbano Bordalo Pinheiro (1858-1929) realizou o retrato de seu sobrinho Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro em 1884.

Manuel Gustavo destacou-se por dar prosseguimento ao trabalho de seu pai, Rafael Bordalo Pinheiro, na atividade de criação de cerâmicas decorativas e utilitárias, primeiramente na Fábrica de Caldas da Rainha e depois em uma nova fábrica, criada por ele, denominada San Raphael e posteriormente Fábrica Bordalo Pinheiro.

Ele foi ilustrador, tendo trabalhado no jornal “O Antonio Maria” e no periódico “Pontos nos ii”. Com seu pai, realizou uma série de ilustrações satíricas publicadas no jornal “A Paródia”, em 1900.

Em seu retrato, Columbano apresenta o jovem vestido de preto, mãos cruzadas sobre o joelho, olhando altivamente para o expectador. Ao seu lado podemos notar a presença de algumas pinturas, indicando a sua profissão de artista.
Columbano, em seu quadro, trabalha com pinceladas soltas, explorando a indefinição dos contornos e das formas.

Maria do Carmo Couto da Silva
11/03/2011

Bibliografia:
1996 – O Grupo do Leão e o naturalismo português / curadoria Raquel Henriques da Silva, Zuzana Paternostro; ensaios Raquel Henriques da Silva [et al.]. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1996, p.45.

Artista

Columbano Bordalo Pinheiro

Data

1884

Local

Lisboa, Museu do Chiado

Medidas

46 x 36 cm

Técnica

Óleo sobre madeira

Suporte

Pintura

Tema

A Figura Humana Retratos e Caricaturas

Período

50 - SÉCULO XIX

Index Iconografico

1700C3 - Artistas e Autoretratos

Autor

Maria do Carmo Couto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *