Alegoria da Poesia

“Para se entender a função dessa imagem da Poesia e a da inscrição que a acompanha, é preciso considerar a estrutura da decoração pintada por Rafael na Stanza della Segnatura.

No lado esquerdo do afresco da Escola de Atenas*, vê-se a estátua pintada de Apolo. Na parede que lhe está mais próxima, à esquerda, vê-se novamente Apolo, desta vez tronando no centro de seu reino, o Monte Párnaso, pintado por Rafael em 1510-1511 com seus dois cimos – Parnassus biceps -, conforme diz Ovídio nas Metamorfoses I, 316: o Hélicon, cimo das Musas (à direita), ocupado com efeito pelas nove Musas, e o Cirra, cimo de Apolo, à esquerda, ocupado por Homero, poeta divinus, o cego cuja visão é “”inspirada pelo deus””, numine afflatur, como diz o verso de Virgílio (Eneida, VI,50), transcrito na Alegoria da Poesia que Rafael pinta na abóbada, precisamente acima desse afresco.

A inscrição é carregada por dois gênios e um busto de Homero pintado em grisaille pode ser discernido entre as nuvens sob o braço esquerdo da figura da Poesia, a qual acumula, ademais, outros atributos: as asas, a lira e os livros.

No exórdio do Canto I do Paraíso, na Divina Comédia (Paraíso, I, 13-21), Dante retoma Virgílio e invoca Apolo pedindo-lhe que o inspire, isto é, que entre em seu peito e faça dele sair a poesia, de que Apolo é o nume tutelar. É justamente esto o sentido da expressão numine afflatur:

O buon Apollo, all`ultimo lavoro
Fammi del tuo valor si fatto vaso,
Come domandi a dar l`amato alloro.
Infino a qui l`un gioco di Parnaso
Assai mi fu; ma or con ambedue
M`è uopo entrar nell`aringo rimaso.
Entra nel petto mio, e spira tue,
Sì come quando Marsia traesti
Della vagina delle membra sue

(Ó bom Apolo, ao último labor / Faz-me de teu valor o vaso
Que exiges para dar o amado louro. / Até aqui um só dos cumes do Párnaso / Foi-me bastante; mas agora são-me ambos
Necessários para entrar na arena remanescente. / Entra no meu peito e exala dele o que é teu, / Assim como quando extraíste Mársias / Da bainha de seus membros).

Luiz Marques
15/07/2010″

Artista

Rafael

Data

1508/ 1509

Local

Vaticano, Stanza della Segnatura

Medidas

desconhecidas

Técnica

Afresco

Suporte

Pintura

Tema

Alegorias e Temas Artísticos Morais e Psicológicos

Período

36 - SÉCULO XVI

Index Iconografico

1159 - A Poesia e seus Gêneros; 12Apo - APOLO Febo, Hélio, Sol; 84 - Eneida; 1118Virg - Virgílio; 1118Home - Homero

Autor

Luiz Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *